Soberanas, americanas batem a Holanda e são tetra da Copa do Mundo feminina

A Copa do Mundo feminina teve na França, neste ano, um marco histórico, de difusão entre público e mídia, e, em meio a um panorama diferente ao das sete edições anteriores, só não mudou a grande força da modalidade, a seleção dos Estados Unidos, que se sagrou campeã pela quarta vez.

Neste domingo, no estádio Parc Olympique Lyonnais, em Lyon, as americanas venceram a Holanda por 2 a 0, com gols marcados no segundo tempo pela atacante Megan Rapinoe e pela meia Rose Lavelle, e apesar da grande atuação da goleira Sari Van Veenendaal, especialmente, na etapa inicial.

Fonte: EFE