Consumo de álcool adulterado na República Dominicana mata 109 pessoas em 3 semanas

Pelo menos 109 pessoas morreram nas últimas três semanas na República Dominicana após o consumo de álcool adulterado, informou nesta sexta-feira o ministro da Saúde Pública do país, Rafael Sánchez Cárdenas.

Em entrevista coletiva, Sánchez disse que houve 130 casos de intoxicação pelo consumo de clerén, um destilado clandestino de cana, popular entre pessoas de baixa renda e que foi adulterado com metanol.